Silêncio

Há quem o faça por prazer. Há quem o faça pelo exercício físico. Há ainda quem o faça como terapia, para estar em comunhão com a Natureza, ou para superar-se. Eu faço-o pelo silêncio. Pelo silêncio cristalino dos três mil metros de altitude. Neste mundo contaminado por toques de telemóvel insuportáveis, por conversas, com o aparelho colado ao ouvido, que não pedimos para ouvir, por crianças aos berros com a complacência dos pais e pais aos berros com a complacência da sua educação, por palavras e mais palavras, e mais palavras vãs que são apenas um bálsamo para o horror vacui, neste mundo, dizia, neste mundo ruidoso, só há refúgio em dois lugares: no murmúrio de Glenn Gould e na mudez dos cumes de uma montanha.

Granada, Outubro de 2011

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s