Arquivos Mensais: Fevereiro 2014

Córdova

Ontem de manhã abri a janela do quarto e ali estava a Catedral-Mesquita de Córdova debruçado sobre o Guadalquivir e debaixo de um manto cerúleo de Novembro. Sob a ponte romana, que une a praça da catedral ao Campo de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Hotel Balkan

A rotina mata. A existência quotidiana é desabrida. Passaram quatro meses e alguns dias desde o regresso de uma viagem que se prolongou por quatro semanas. Meses insuportáveis, sem final à vista. Hoje, trocava esta vivença enfadonha, estes dias curtos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Silêncio

Há quem o faça por prazer. Há quem o faça pelo exercício físico. Há ainda quem o faça como terapia, para estar em comunhão com a Natureza, ou para superar-se. Eu faço-o pelo silêncio. Pelo silêncio cristalino dos três mil … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Nova Iorque (3)

Conta a lenda que Dylan Thomas, dois dias antes de entrar em coma no Chelsea Hotel e ser levado para o hospital de St. Vicent, onde viria a morrer, estabeleceu no White Horse Tavern um recorde que ainda hoje continua … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Nova Iorque (2)

Corria o ano de 1626. Um grupo de índios Wieckquaesgeck viajava para Nova Amesterdão, no sul de Manhattan, para vender peles, quando foi atacado por colonos europeus. As peles foram roubadas e os índios mortos, excepto um rapaz, sobrinho de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Nova Iorque (1)

Tudo começou quando Henry Hudson tentava encontrar uma ligação fluvial entre o Atlântico e o Pacífico e uma rota alternativa para a China. Os holandeses ocuparam então aquela extensa terra húmida dos índios Lenape — e comeram as magníficas ostras … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Liszt

Franz Liszt, compositor e pianista. E húngaro, como é habitual dizer-se, e em Budapeste não hesitam em utilizar o seu nome para promover a cidade. A convenção respeita a vontade do músico, pois este por várias vezes afirmou ser húngaro. … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário