Arquivos Mensais: Outubro 2013

O Sobrevivente

Meu pai morreu mal eu tinha completado os seis anos e apagou-se-me da memória toda e qualquer imagem sua, substituída – apagada, talvez – por imagens artísticas ou artificiais, as das fotografias; e entre outras a de um daguerreótipo dos … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

As Ondas

Edward Weston tirou a última fotografia em 1948, Rocks and Pebbles, em Point Lobos, perto da praia que mais tarde chamariam, em sua homenagem, Weston Beach. Rochas moldadas pelas ondas. Seixos arrastados pelas ondas. Nessa altura, a doença de Parkinson … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Pimentos, Malaguetas e Caril: Uma História de Mercadores

Os pimentos — desde as pequenas e delgadas malaguetas ao enfunado pimento vermelho — são os frutos da planta capsicum, nativa da América tropical e descoberta por Cristóvão Colombo quando aportou nas Caraíbas. As primeiras capsicums chegaram a Espanha em … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

O Recado de Bill Brandt

Bill Brandt, Morning in Belsize Avenue, 1936 Um degrau, dois jornais e quatro garrafas de leite. A manhã é o fim da noite. Termina assim A Night in London, um dos lendários livros de fotografia de Bill Brandt. Publicado em … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Diários da Sicília, ano II (epílogo)

No aeroporto de Catânia, sentado na cafetaria, vejo finalmente, limpo, sem nuvens, o cume do Etna,  “fervilhante Etna” de Virgílio, “convulsionado Etna” de Camilo, “rei das fábricas de fogo” de Fernand Braudel, túmulo de Empédocles, oficina dos Ciclopes, guardião e, … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Diários da Sicília, ano II (11)

Catânia, Chiosco della Pesceria. Despeço-me da Sicília outra vez e no mesmo sítio. Vou buscar uma Moretti ao chiosco, um prato de lapas ao vendedor de mariscos, e sento-me numa das mesas de plástico. As lapas, cruas, levam-se à boca … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Diários da Sicília, ano II (10)

Dei hoje duas voltas a Ortigia, desafiei com brio o calor siciliano, comi no porto como um príncipe, vi um homem a pescar nas águas do Jónico, ouvi o som de um acordeão ao longe, recordei a alvorada de Taormina … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário