Mild und Leise

Foi a 13 de Fevereiro de 1883, há exactamente 129 anos: Richard Wagner morreu em Veneza, a cidade da morte, a cidade que morre, lentamente, afogada pela lagoa. Ali mesmo, quinze anos antes, Wagner escrevia o segundo acto de Tristan und Isolde, a mais bela e completa obra de arte da idade contemporânea. Leonora, a anti-heroína da novela Entre Naranjos de Vicente Blasco Ibañez, que no quería cantar otras óperas que las suyas [de Wagner], viu o mestre nos seus últimos dias, lo vio cuando llegaba a Venecia para morir en el silencio de los canales, en aquella calma unicamente turbada por el golpe de remo, donde muchos años antes había creído perecer mientras escribía su Tristán, el himno a la muerte pura y libertadora. Para morrer em silêncio. Mild und leise.

Granada, 13 de Fevereiro de 2012

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Mild und Leise

  1. Reblogged this on Edgar's Creative and commented:
    From No Mundo (2) de Carlos M. Fernandes. A Post about one the most important artists of Western Culture and his death. His opera Tristan and Isolde was a cornerstone achievement of Western Culture.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s