Nova Iorque (1)

Tudo começou quando Henry Hudson tentava encontrar uma ligação fluvial entre o Atlântico e o Pacífico e uma rota alternativa para a China. Os holandeses ocuparam então aquela extensa terra húmida dos índios Lenape — e comeram as magníficas ostras do estuário do rio Hudson, muito antes de estas se transformarem em armadilhas tóxicas —. Depois vieram os ingleses, e a seguir o mundo. Passaram quatro séculos, e hoje, com ou sem torres gémeas, com mais ou menos fundamentalismo antitabágico e sanitarista, Nova Iorque é a cidade perfeita. Com muitos defeitos, e ainda bem. As cidades não se querem (muito) bonitas.

Carlos M. Fernandes

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s