Liszt

Franz Liszt, compositor e pianista. E húngaro, como é habitual dizer-se, e em Budapeste não hesitam em utilizar o seu nome para promover a cidade. A convenção respeita a vontade do músico, pois este por várias vezes afirmou ser húngaro. Mas, atendendo à sua biografia, quem o tome por alemão tem o “equivoco” justificado. Nesta faixa de terra que separa dois mundos e que vai da Polónia à Grécia — ou melhor, de Gdansk (Danzig?) a Salónica —, Liszt está longe de ser um caso único. A Europa das nações anda há muito tempo encalhada neste estorvo.

Carlos M. Fernandes

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s